Manuscritos

Ir em baixo

Manuscritos

Mensagem por Harry Greyjoy em Sab Dez 02, 2017 9:08 pm

Harry Greyjoy


Uma semana se passou desde a Assembleia de Homens Livres. Durante a volta para Pyke, Darlaw solicitou mais tempo em Velha Wyk, Harry aceitou o pedido, pois as Ilhas de Ferro seguiam calmas. Era notável a falta de empolgação com o novo Lorde Greyjoy, apesar de nenhum se atrever a não comemorar a chegada de Harry e muito menos de não parabeniza-lo, Alfyn Pyke notificou que corria a boca pequena nos bordeis e nos bares, a desconfiança de sobre quanto duraria esse governo. Por mais que esses questionamentos incomodassem o capitão do Usurpador, não havia o que se fazer para combatê-los, qualquer pronunciamento dele só espalharia mais ainda o caos. Restava esperar que o tempo matasse a insegurança.

Muitos manuscritos precisaram ser lidos nos primeiros dias. Harry precisava entender tudo que estava acontecendo em Westeros antes de fazer seus primeiros movimentos.  A primeira vista o que ele encontrou foi um reino em colapso, Valerion acabará de começar seu governo e Maegelle pretendia usurpar o seu trono, enquanto isso uma sucessão de lordes ocorria por conta de mortes em todo o canto. Lannister, Tyrell e Baratheon já haviam sido vitimas dessa desgraça que transpassava o reino. Harry terminou a leitura das cartas sorrindo, o caos estava proliferado pelo continente e a possibilidade ascender em meio a ele excitava o novo Lorde Greyjoy.

Nunca confiar em desconhecidos, é isso que se aprende após desbravar tantos lugares novos e conhecer incontáveis traidores e vigaristas. Por isso Meistre Richard foi afastado dos assuntos mais importantes, Harry não conhecia aquele homem e ele tinha vindo para servir Quellon, então ele foi deixado para cuidar de problemas menores como julgamentos de crimes, transportes de mantimentos entre outros.

Alphonse Netley tinha sido convocado para voltar de Montrasgo e cuidar da diplomacia de assuntos confidenciais. O rapaz era jovem, tinha vinte e dois anos, olhos dourados e com treze anos foi à idade com que entrou para a tripulação do Usurpador, naquela época precisavam de alguém que soubesse ler manuscritos e mapas, além de escrever bem. Harry havia se cansado de gastar noites com os olhos sobre montantes de papeis, então lorde Netley ofereceu dois de seus filhos para o trabalho, os garotos se mostraram competentes e ganharam a confiança do capitão.  

Nos dias que se seguiram o velho meistre se mostrou incomodado com a substituição feita de maneira velada. Talvez em uma tentativa de mostrar serviço, o velho levou uma mensagem da Campina para Harry, porem quando tentou a abrir para lê-la, o lorde o mandou chamar Alphonse. Havia amanhecido um dia frio em Pyke, então o capitão vestiu um gibão nortenho que tinha roubado durante um saque a Porto Branco. Alguns minutos se passaram e os dois chegaram.


- Saia da sala, meistre. – o velho obedeceu à ordem, apesar de não conseguir esconder a insatisfação com a situação. - Alphonse Netley, leia o escrito e me poupe de detalhes irrelevantes.

- Caro, Lorde Harry Greyjoy, eu, Lorde Luthor Tyrell convido-vos para serem participantes do Grande Torneio de Jardim de Cima, que será dado em homenagem a minha bela irmã, Lady Helena Tyrell... Pularei o próximo trecho, ele só esta falando merda nele. – Alphonse Netley continuava a passar os olhos na carta. - Solicito-vos que tragam um contingente com o máximo de trinta homens, além dos seus familiares... – o rapaz de cabelos dourados tinha o costume de murmurar para si mesmo as partes que não interessavam. - Os soldados terão de dormir em tendas em volta do castelo... O evento iniciará em uma semana. - Parou e voltou a olhar seu capitão. - A carta esta assinada pelo Lorde Luthor Tyrell.

- Queime esta carta. - Alphonse acatou e o papel foi jogado na lareira. – Redija algumas outras, a primeira envie para este Luthor confirmando nossa presença no torneio. As demais têm de ser enviadas para Darlaw em Velha Wyk, Steffon Flowers em Pretamare e a seu irmão, Edward, em Luz Solitaria, avise que os quero em minha comitiva para a Campina. E garanta que o velho pulguento não toque em nenhuma delas. – A competição não o atraia, contudo Harry precisava conhecer seus futuros inimigos e aliados. – Por fim redistribua homens pelas ilhas que ficarão vazias, lembre que eles têm de ser de confiança, não podemos deixar a nossa pretensão de matar Quellon e Koude vazar para os Sete Reinos.

Código:
A casa Greyjoy envia uma carta para Jardim de Cima,em nome de Harry Greyjoy, confirmando a presença no Grande Torneio de Jardim de Cima.
avatar
Harry Greyjoy
Senhor das Ilhas de Ferro e Ceifeiro de Pyke
Senhor das Ilhas de Ferro e Ceifeiro de Pyke

Mensagens : 13
Data de inscrição : 19/10/2017
Idade : 36

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum