R'hllor, O Deus da Luz (Ashara)

Ir em baixo

R'hllor, O Deus da Luz (Ashara)

Mensagem por William Lannister em Sex Nov 24, 2017 2:39 pm

Ashara de Asshai

"A noite é escura e cheia de terrores". Essas eram as palavras que foram repetidas diversas vezes por um grupo de sacerdotes vermelhos, que profetizavam em frente ao Grande Templo do Senhor da Luz. A grande estrutura tinha bandeiras vermelhas por todas as partes. Era noite, o céu estava limpo e as estrelas cintilavam no meio da escuridão, mas não era apenas as estrelas que brilhavam naquela noite. Uma grande pira fora montada em frente ao Templo, centenas de pessoas seguravam velas e ouviam as palavras dos sacerdotes vermelhos. Entra elas haviam comerciantes, soldados, escravos, prostitutas e crianças.  
               
- Queridos amigos, o Nosso Senhor deve estar contente ao ver que vocês continuam a servi-lo fielmente. - Dizia o Alto Sacerdote Kromung - O Grande Mal se aproxima de nós, os falsos deuses têm cada vez mais seguidores e, por isso, O Senhor da Luz é nossa única salvação. Pois a Noite é Escura e cheia de Terrores.

- A noite é escura e cheia de terrores - repetiu a multidão, num coro.

- Agora iremos fazer nossa oferenda ao Senhor - Kromung se virou para três homens e fez um gesto com a mão.

Os três soldados trouxeram quatro pessoas presas pelos braços e as amarraram em estacas de madeira. Os prisioneiros eram escravos, fiéis à outros deuses do continente.

- Ashara! - Chamou o Alto Sacerdote. - Venha aqui e termine o ritual.

Uma mulher magra e vestida de vermelho se dirigiu para o centro do local. Ela tinha a expressão séria, seus cabelos eram ruivos-avermelhados. Ashara, uma sacerdotisa, pegou uma tocha, a ergueu e falou:

- Estas quatro pessoas são impuras! Servem à falsos deuses e espalham suas mentiras e promessas enganosas no meio de nós! - As pessoas ao redor gritaram e aplaudiram. - Por isso, esta noite iremos dar a salvação a estas pobres criaturas. O sacrifício vai salvá-los do sofrimento deles.

Neste momento uma moça abriu caminho na multidão e tentou correr até um dos homens que estava amarrado. Ela chorava.

- Por favor! por favor, ele é meu irmão. Tire-o daí. Prometo que ele vai se redimir e seguir a R'hllor - Gritava ela, mas foi agarrado por dois soldados do Templo. O rapaz preso não disse nada. Tinha apenas um olhar triste. Sabia que iria morrer - Eu imploro.

- O destino dele já foi traçado, minha senhora - disse Ashara - Não há nada que você possa fazer. Agora ele será purificado.

Ashara se aproximou das estacas e jogou a tocha acessa nas palhas que ficavam na base delas. O fogo logo se alastrou e começou a subir para as pernas dos presos. Os gritos de dor aumentavam, e a irmã do homem chorava e se contorcia. Ashara levantou os braços.

- R'hllor, Deus da Luz e da Vida, eu lhe ofereço estes homens para que o Senhor possa purificá-los. Aceite este sacrifício e nos dê uma vida longa e cheia de alegria. - Os olhos da sacerdotisa pareciam encantados com a cena.

- Senhor da chama e da vida! - Falaram todos ao redor, observando os corpos queimarem na pira.



ST: 550
HP: 600
avatar
William Lannister
Senhor das Terras Ocidentais e Protetor do Oeste
Senhor das Terras Ocidentais e Protetor do Oeste

Mensagens : 5
Data de inscrição : 19/10/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: R'hllor, O Deus da Luz (Ashara)

Mensagem por William Lannister em Seg Dez 04, 2017 8:40 pm

Ashara de Asshai




Após o ritual de sacrifício, Ashara entrara no Grande Templo e ia em direção ao seu quarto. Caminhava pelos corredores escuros do templo, a luz da Lua entrava pelas janelas, iluminando as paredes junto com os archotes, estes eram adornados em dourado, pois a chama dos archotes eram sagradas para os seguidores de R'hllor. A Sacerdotisa chegou até a porta de seu quarto e a abriu, havia prateleiras com livros nos quatro cantos das paredes, uma delas era cheias de poções e de venenos, do Estrangulador às Lágrimas de Lys. Ashara entra no quarto, acende a lareira e se senta na cama, observando as chamas dançarem no ar, uma dança macabra e indefinida. Passos surgem nos corredores e ficam cada vez mais altos e é neste momento que um homem entra no cômodo, era um escravo.

- Senho...Senhora Ashara, O Alto Sacerdote Kromung quer lhe ver agora, ele se encontra no salão.

- Claro. Diga pra ele que eu irei vê-lo daqui a pouco. Agora saia do meu quarto - Respondeu Ashara friamente.

O homem se retirou do quarto e desapareceu nos corredores.

A Sacerdotisa nunca deixava ninguém entrar em seu quarto, a não ser o Alto Sacerdote. Ficou mais alguns minutos lá dentro, sentada, apenas observando as chamas esperando alguma mensagem do Deus da Luz. Sem resposta alguma foi ao encontro de Kromung. O Alto Sacerdote estava de costas no fundo do salão contemplando uma estátua de mármore com o formato de um coração em chamas, o símbolo de R'hllor. Ao ouvir Ashara entrando se virou e a fitou por alguns segundos.

- Ashara, minha querida - Disse o velho calmamente - Estava te esperando. Tenho assuntos importantes para tratar com você.

O Alto Sacerdote já era muito idoso. Nasceu escravo assim como Ashara, mas após muitos anos servindo a fé se tornou o maior representante de R'hllor entre os vivos. Estava vestido com as típicas vestes vermelhas. Segurava em suas mãos um pequeno colar com um rubi brilhante.

- Se aproxime - Chamou ele, fazendo um gesto com a mão - Você sabe que é muito admirada por mim, sabe é uma das melhores sacerdotisas que eu já vi por aqui.

- Porque está dizendo tudo isto, senhor?

- Bem, preciso que faça um favor, não por mim, mas para Nosso Deus. - Disse Kromung, dando um leve sorriso.

A sacerdotisa já estava bem próxima do Alto Sacerdote, conseguia até mesmo sentir sua respiração ofegante pela idade. Kromung passou o colar pelo pescoço de Ashara e o pequeno rubi cintilou ainda mais.

- Se é algo que lhe deixa feliz, farei de bom grade, senhor.

- Preciso que você espalhe os ensinamentos de R'hllor, é a pessoa mais capacitada para isto. Sei que gosta de ficar aqui no Templo, mas espero que entenda que sua missão será para um bem maior. - O sorriso no rosto do Alto Sacerdote sumira, e agora tinha um olhar de consolo.

Ashara abaixou a cabeça e pensava sobre a proposta. Servir longe do Templo não era algo que ela queria, porém era necessário.

- Irei agora mesmo se o senhor desejar. Mas para onde exatamente eu vou? Braavos? Pentos? - perguntou.

- Westeros, querida. - respondeu rapidamente Kromung.

- Westeros? Mas... Senhor, nós temos pouquíssimos seguidores naquele Continente.

- Por este motivo quero mandá-la pra lá. Precisamos salvar o maior número de almas possíveis. Os Sete falsos Deuses dominam Westeros a centenas de anos.

- Seremos perseguidos em Westeros. Os Reis Dragão são fiéis aos Sete, e a população não irá nos aceitar de um hora para outra. Minha cabeça será exposta nos muros da Capital! - Ashara falava incrédula.

- Se acalme Ashara. Você não vai sozinha para lá, mandarei outros sacerdotes para acompanhá-la. E você não vai pra Poto Real, Desembarcará em Dorne. Uma região pouco habitada e desprezada pelo resto do Continente. Um ótimo lugar para começar sua missão.

Depois das explicações de Kromung, a sacerdotisa ficou mais segura em relação à viagem. Ela andou até uma janela e encarou a Lua por alguns segundos, apertando o rubi do colar com as mãos.

- Assim farei, senhor - Se virou e deu um pequeno sorriso para o Alto Sacerdote. O velho também sorriu em resposta.

- Quando eu irei para Westeros?

- Amanhã de manhã, querida. Eu tinha certeza que você iria aceitar ir.

- Então vou arrumar meus pertences. Há muitas poções que pretendo levar. Peço licença para sair.

- Sim...Claro. Vá logo.

Ashara saiu do Grande Salão a passos largos. Voltou ao quarto para arrumar suas coisas

Na manhã seguinte, Ashara foi direto para o porto, um grupo pequeno de sacerdote com guerreiros do templo iria junto com ela. Kromung estava no porto para desejar uma boa viagem.

- Que R'hllor esteja com você querida - Disse, dando um beijo na bochecha da Sacerdotisa Vermelha.

- Igualmente, senhor. Cuide-se enquanto eu estou fora.

Após receber mais algumas instruções de Kromung, o navio zarpou do porto. Deixando Volantis para trás.
avatar
William Lannister
Senhor das Terras Ocidentais e Protetor do Oeste
Senhor das Terras Ocidentais e Protetor do Oeste

Mensagens : 5
Data de inscrição : 19/10/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum