Partida para Campina

Ir em baixo

Partida para Campina

Mensagem por Nymera Martell em Dom Dez 17, 2017 9:11 pm

A noite, depois da conversa com Alia me senti mais tranquila, Somos irmãs, filhas do Sol e da Estrela, somos Dorne , pensei com satisfação quando me preparava para dormir, a noite estava fresca e bela, senti que teria uma noite tranquila.

Sangue... Ele está sangrando, não, não, ele não pode morrer assim, Ivan... Por que Ivan?! Você prometeu! Prometeu que não me deixaria! IVAN!

Acordei em um sobresalto, meu corpo estava frio e estava com medo, assustada pelo sonho, não o tinha a um tempo, estava amanhecendo quando abri os olhos, molhei meu rosto para tirar a noite e me sentei perto da janela, Dorne ainda dormia, o ar da manhã era quente, mas fresco, o céu já apresentava seus tons de laranja, rosa, e amarelo, eram as cores da manhã.

Algum tempo depois a serva que vinha me acordar todas as manhãs entrou no quarto.

- Que bom que acordou cedo minha senhora, o desejum já foi posto a mesa - com um movimento rápido eu agradeci, a serva me ajudou a me arrumar - Minha senhora, um se seus homens dormiu comigo ontem - a jovem parecia um pouco envergonhada - Ele pediu pra dizer que o bando já foi preparado.

- Ótimo - firmava o cinturão de couro sobre a blusa de linho fino - Pega a minha espada, sim? - a jovem foi imediatamente buscar Dançarina, sua espada que tanto adorava.


A mesa estava sua mãe e sua irmã, ficou feliz em ver ambas a mesa, no café Nymera pegou algumas uvas e tacou na irmã, uma coisa que fazia para implicar com ela quando eram mais novas e claro a paz do desejum foi totalmente deturpada.

No pátio estavam alguns soldados da guarda, como pediu 25, ou outros 5 seriam de sua própria guarda, Arsh, Darth, Sarch, Muud e o Salador a quem chamavam de Flautista, o resto ficaria na cidade, Aarthor estava entre eles, com sua armadura polida, mesmo desgastada pelo tempo dava pra ver o sol atravessado pela lança, o símbolo da Casa Martell.

- Vamos ir no Lançassolar, é mais rápido e menos degastante, dou uns 3 dias caso não tenhamos vento bom, ou menos de 2 se a Mãe Roiner for boa - falava para seus homens - Meistre, cuide da minha casa, conto com você velho.

- Tenho certeza que farei o meu velho Vossa Majestade - o meistre fez uma pequena reverência.

- Tenho certeza que sim, agora vamos, temos um Torneio para participar - falou com certa euforia, ninguém sabia que planejei literalmente  , sua mãe a mataria, pois não queria que os Lordes a vissem como selvagem, o que de fato era, mas a armadura já estava escondida em seu baú dentro do navio.

Vamos ver como são de verdade esses lordes de Westeros.... Que os jogos comecem  

ST: 500/500
HP: 550/550
avatar
Nymera Martell
Princesa de Dorne
Princesa de Dorne

Mensagens : 22
Data de inscrição : 19/10/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Partida para Campina

Mensagem por Alia Martell em Sab Dez 23, 2017 7:53 pm

Após sua conversa com a irmã, sentiu-se mil vezes melhor, afinal, precisavam se religar para que pudesse, mais uma vez, serem as irmãs que foram antes dela partir. Aliandra estava melhor, embora ainda precisasse de um tempo para processar as coisas e, depois de tudo, continuar sua vida quase como era antes. Quase. Assim que retornara aos seus aposentos, a morena andou até sua pequena varanda para, a seguir, recostar-se na soleira da mesma, fitando toda aquela areia até seus olhos perderem de vista e, simplesmente, permitiu que sua boca fosse tomada por um de seus mais lindos sorrisos. As coisas estão voltando a ser como eram, papai. Já não era sem tempo, pensou ao mordiscar o lábio inferior de leve.

Aquela fora a noite em que a jovem mais dormira bem após a morte de seu pai.

[...]

No dia seguinte, fora a primeira a erguer-se de sua cama e se lavar para que pudesse se encaminhar ao desjejum. Pediu para algumas criadas organizarem seus pertences para a viagem que realizaria com sua irmã, como também suas armas, afinal, nunca se sabe o que pode ocorrer quando se está em terras estrangeiras. Seus trajes se resumiam a um kamezz longo e um salwar, assim como uma dupatta, que enrolara ao redor de seu pescoço apenas para complementar sua vestimenta atual. Elas eram em combinação de salmão, preto e dourado, de forma que as três cores entrassem em equilíbrio [Representação]. As criadas cumprimentavam a jovem princesa com delicadeza e sorrisos, algo que correspondia da mesma forma. Juntou-se à mesa com sua mãe, e logo sua irmã apareceu para fazer-lhes companhia.

Estava comendo um de seus bolinhos prediletos quando uma uva lhe acertou a bochecha, fazendo-a se sobressaltar antes de erguer a sobrancelha escura e rir baixo, logo devolvendo da mesma forma para, em seguida, continuar a comer, assim permitindo que o ambiente ficasse tão alegre a ponto de atingir todos presentes naquela mesa. Quando finalizaram, seguiu Nym em silêncio até o pátio, onde vários de seus homens ali se encontravam, então ajeitou sua postura e ergueu o rosto. Seus cabelos encontravam-se presos em um rabo de cavalo apertado, permitindo que apenas os fios frontais ficassem libertos da tira de couro que os prendia com firmeza. Como aceitara acompanhá-la para ir ao torneio naquele lugar onde era tomado por pasto e terra, assim como homens verdes que não sobreviveriam uma semana no deserto de Dorne, apenas foi sem questionar, nem ao menos fitando os desconhecidos. Logo, seus três guardas pessoais, assim como sua dama de companhia, estavam ao seu lado. Ela apenas esperava que aquilo passasse tão rápido a ponto de nem lhe dar tempo de estressar-se.
avatar
Alia Martell
Princesa de Dorne
Princesa de Dorne

Mensagens : 5
Data de inscrição : 26/11/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum